Um concerto de música clássica indiana do ensemble Luso Sangeet.

(Direcção Stephen Bull) 

 

 RAGAS e TALAS

 

 

Uma hora de música para o pôr do sol. Música clássica do norte da Índia, mas com um toque invulgar - é cantada com textos em português … de Camões, Bocage, entre outros.

An hour of music for the sunset. North Indian classical music, but with an unusual touch - sung with texts in Portuguese, by Camões, Bocage, and others.

 


A música clássica hindustani é a música do norte da Índia, a música de ragas.
Cada raga tem uma maneira subtil de se mover entre notas, com caminhos diferentes para subir e descer, e frases que captam uma atmosfera única - quase sempre ligada a uma certa altura do dia ou noite.

Além das composições, a música indiana dá um papel central à improvisação, com ou sem palavras, com ou sem ritmo, e os talas (os ciclos rítmicos) também introduzem um outro eixo nesta elaboração.

O ensemble Luso Sangeet, apesar de trabalhar dentro dos valores tradicionais da música hindustani, inclui actualmente nos seus programas textos de autores portugueses. A poesia de Camões e Pessoa tem sido bem recebida nos círculos musicais indianos, por isso é mais do que oportuno aproximar a música hindustani do público português.

 

 LusoSageet712 alta

 

Tarun Chattopadhyay

Tarun_Chattopadhyay (músico convidado (Tablas))

 

ARTEFACTA MUSICAE 

A grande jornada dos instrumentos antigos (da Idade Média ao século XIX)

Curso livre (workshop) de introdução à evolução dos instrumentos de música,

seus repertórios e seus recursos criativos

 

Igreja de São Tiago (Torres Vedras): 21 de Outubro de 2023, das 10 às 19 horas

(seguido de concerto pelo Luso Sangeet)

 

 ArtefactaMusicae Capa1280

 (Clique na imagem para acesso ao vídeo-teaser)

 

Ao longo dos milénios e dos séculos as sociedades humanas conceberam artefactos capazes de aumentar o âmbito da expressividade do som, para além do que lhes permitia a voz e do simples bater das mãos.

O curso explora a evolução dos instrumentos de música, dos seus repertórios e dos seus contextos de criação desde a Pré-História, mas com especial incidência nos 4 séculos entre a Idade Média e o advento da Contemporaneidade.

Esta acção formativa / divulgativa integra um conjunto de aulas / apresentações. Estas sessões serão teórico-práticas onde a exposição, suportada audio-visualmente, incluirá sempre exemplificação de música viva (pelos formadores-músicos) com réplicas (e originais) de instrumentos históricos, seguida de um momento de interatividade prática com os participantes, que pontualmente terão a possibilidade de contactar de perto parte dos instrumentos expostos. As sessões ganham expressividade no diálogo e na discussão entre os formadores-músicos (em trios, quartetos, quintetos…) com a sua diversidade disciplinar alargada.

O  curso tem por objectivo promover os valores do Património Artístico Português e Europeu, consolidando a sua identidade cultural, tendo no entanto em perspectiva a ligação generativa com outras culturas, nomeadamente as do Oriente com as quais a nossa Idade Moderna foi estabelecendo, na sua diáspora trans-europeia, importantíssimos laços de co-criação.

As sete temáticas e seus moderadores

1) Instrumentos de música na Pré-História e História Antiga. - FC e ZM
2) Os territórios e os recursos naturais na construção dos instrumentos. - PQ MG ZM
3) Cinco séculos de instrumentos de sopro. - JM, ZM, HR, QT
4 Instrumentos de corda da Idade Média ao Barroco e História do Violino - ZM QT SB e NM
5) Instrumentos tradicionais portugueses - QT
6) Os instrumentos de tecla do Renascimento ao Classicismo - GK
7) Classicismo ocidental e oriental nos instrumentos, escalas e modos musicais (com introdução aos instrumentos da Música Clássica Indiana) - SB e elementos do Luso Sangeet

Formadores / músicos / conferencistas (clique nos nomes):

David Zink (DZ)

Fernando Coimbra (FC)

Geert Karman (GK)

Hélder Rodrigues (HR)

João Mateus (JM)

Joaquim António Silva (Quitó - QT)

José Mateus (ZM)

Miguel Geraldes (MG)

Nuno Mendes (NM)

Paula Queiroz (PQ)

Stephen Bull (SB)

INSCRIÇÕES - PARTICIPAÇÃO - LOGÍSTICA

O curso destina-se a todos os melómanos, estudantes e músicos (amadores e profissionais) com interesse na História da Música, nos seus instrumentos e nas formas de os tanger

Preço: 50 €

(Inclui almoço volante de tipo snacks diversos e café/chá com bolinhos ou bolachas)   

(40 € para sócios da WR e imigrantes com origem no subcontinente indiano)

 

Como participar:

Enviar para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. um e-mail com o título

"Participar no Artefacta Musicae" e o seguinte conteúdo:

Nome;

Idade;

Profissão e/ou Vocação criativa;

Interesses.

Será contactado em seguida pelo secretariado do curso para confirmação da inscrição, informações úteis e instruções de pagamento do curso.

 

O concerto (e as sessões de exposição durante as pausas) serão públicas.

Durante o evento contamos com a presença de dois expositores (explore os links):

Museu da Música de Coimbra (Associação Cultural)

MuseuDaMusicaDeCoimbra

Outra Música (Mafra) 

OutraMusica

 IgrejaDeSaoTiago 512

 (Agradece-se à Paróquia de São Pedro e São Tiago a cedência deste espaço)

 

LogosTranspCLIP512

 

 

AVECASTA - PORTAL DO TEMPO - II Jornadas da Primavera

A Velha Arca dos Sentidos

Sábado, 3 de Junho - 16.00 às 20.00 horas

Gruta da Avecasta (Areias / Ferreira do Zêzere)

 Lagoas Image3 1280 clip

A Double-u Replay e a Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere organizam uma jornada de apresentação do programa de museologia recriativa da GRUTA DA AVECASTA. Procura-se um diálogo aberto com os estudiosos, mas também com os ferreirenses e com o público em geral.

Inscrição dos participantes:

Enviar e-mail para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. referindo no Assunto: "2JORNADAS" e na Mensagem: nome e a área de trabalho, estudo, ou interesse 

Muito obrigado!

 (clique na imagem para ampliar:)

PROGRAMA:

16.00h Visita guiada à gruta e cabeço da Avecasta: Eco-fisiografia, flora, vegetação e arqueologia - José Mateus e Paula Queiroz

17.00h Mesa Redonda: A Velha Arca dos Sentidos (para uma museologia re-criativa de um sítio “Portal do Tempo”)

Conferências:
1) A Gruta da Avecasta - as perspectivas e os desafios para o futuro eco-museu - José Mateus e Paula Queiroz

Os responsáveis pelo programa arqueológico da Gruta da Avecasta vão fazer um balanço dos trabalhos realizados, vão focalizar os valores patrimoniais e científicos do sítio e analisar vários cenários possíveis para um programa consistente de conservação e musealização da Gruta e sua adequação logística.

2) Gruta da Avecasta - O monumento natural e sua conservação - Miguel Geraldes

Miguel Geraldes vai expor-nos as possíveis estratégias de conservação da Gruta e sua envolvente à luz das figuras previstas no regime legal (de fontes nacionais e internacionais) de conservação dos valores ambientais e paleoecológicos e respectivas valências para a valorização do sítio.

3) Arqueologia Cénica - Um novo paradigma para as ciências e museologias do passado - José Mateus

José Mateus vai abordar a nova perspectiva de museologia aberta e re-criativa baseada no conceito de Réplica Realista Rejogável do Passado onde se mescla Ciência, Património, Arte e Novas Tecnologias da Virtualização.

4) A arqueologia e as origens da música - Fernando Coimbra, José Mateus, Elsa Braga (conferência e performance acústico-musical)

Fernando Coimbra (com a colaboração de José Mateus (poli-instrumentista) e Elsa Braga (voz)) vai-nos conduzir pela aventura humana da invenção da música, dos seus instrumentos e processos acústicos.

19.00h Concerto:
Ragas no Jardim da Europa - Luso Sangeet (link)

Luso Sangeet é um agrupamento que apresenta a música clássica indiana, mas com uma característica invulgar: letras na língua de Camões

Stephen Bull (violino, composição e direcção)
Elsa Braga (voz)
Riky Choudhuri (flauta indiana)
Pedro Mendes (sopros)
Miguel Lourenço (tabla)

 

COMO CHEGAR à GRUTA DA AVECASTA (de transporte próprio) - não há transporte público disponível

Tomar a A13 e sair na saída 20 "Aviobeira". Seguir pela N110, na direcção de Coimbra (ver foto1) e No Pereiro (junto ao supermercado) virar para Avecasta (esq. de quem vem do Sul) conforme sinalização. No início das casas da aldeia virar à direita (sinalização "AVECASTA - Moinho e Gruta" - ver Foto 2); Junto à Capela, subir pela estrada de terra batida.

  

 SAÍDA 20 "Aviobeira" da A13 e LOCALIZAÇÃO DA GRUTA (clique nas imagens)

 

 

Primeira Tertúlia de Música da WR

No Pátio do Bamboo e Sotão da Música (Palhagueiras)

[Clique na Imagem para aumentar]

Os músicos, pró-músicos e musicantes da Double-u Replay e Camerata da Cotovia reúnem-se na nova casa da família Mateus para um evento de improvisão, de ensaio aberto, de experimentação colectiva de "Música para o Convento Velho": Será um evento muito informal com Música Pré-Histórica (Será??), Música Antiga, Música tradicional / Étnica / Extra-Europeia, Música Nova, mostra de instrumentos e porventura uma mescla imprevisível de tudo isto.

Para além dos tangedores e cantores estarão presentes os sócios interessados e convidados. Haverá lugar a um almoço partilhado e um banho na piscina-tanque. Prevê-se uma vista conjunta à ruína do Convento Velho

Morada:

Travessa dos Madeireiros 3, Palhagueiras 2560-044 A-dos-Cunhados (Torres Vedras)

Como chegar: 

(quem vem por Torres Vedras): Ao chegar à rotunda dos madeireiros de bronze, seguir em frente (para Nordeste) e contornar (para a Dta - rua dos madeireiros) o restaurante A CURVA (na curva); seguir em frente (descendo 318 metros) e virar à dta (travessa)

(quem vem de A-dos-Cunhados): Logo no final da grande curva, virar à esquerda (rua dos madeireiros), seguir em frente (descendo 318 metros) e virar à dta (travessa)

 

 

 

Um cartão-postal da Índia

Saraswati JPEG 1920x1005 ParaFB post B 1280

 

Um concerto de música clássica indiana do ensemble Luso Sangeet.
A música clássica hindustani é a música do norte da Índia, a música de ragas.
Cada raga tem uma maneira subtil de se mover entre notas, com caminhos diferentes para subir e descer, e frases que captam uma atmosfera única - quase sempre ligada a uma certa altura do dia ou noite.

Além das composições, a música indiana dá um papel central à improvisação, com ou sem palavras, com ou sem ritmo, e os talas (os ciclos rítmicos) também introduzem um outro eixo nesta elaboração.

O ensemble Luso Sangeet, apesar de trabalhar dentro dos valores tradicionais da música hindustani, inclui actualmente nos seus programas textos de autores portugueses. A poesia de Camões e Pessoa tem sido bem recebida nos círculos musicais indianos, por isso é mais do que oportuno aproximar a música hindustani do público português.

 

StephenBUll 800x600

Stephen Bull (director do Luso Sangeet)

Tarun Chattopadhyay

Tarun_Chattopadhyay (músico convidado (Tablas))

 

Preço: 5 € (a adquirir à porta dos Claustros do Convento da Graça (a partir das 18.30h no dia do concerto). Inclui o empréstimo (aos mais friorentos) durante o concerto de uma pequena manta para contrapor à frescura dos fins de tarde outonais.
 
Reservas (após pagamento dos bilhetes) por transferência para o IBAN:
PT50 5340 5340 0113 5274 0012 3
Enviar email para: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., referindo: "Concerto de Musica Indiana" (no assunto); o número de bilhetes; o nome do reservante (no conteúdo). Juntar comprovativo (em imagem) da transferência do pagamento (em anexo).  
 
Contactos para: doubleureplay@gmail.com
 
Os músicos de Luso Sangeet gostam sempre de responder às perguntas do público, ficando disponíveis depois do concerto para esclarecimentos.